[TRADUÇÃO] Jack Jones’ Diary – 22-24 de Maio

[TRADUÇÃO] Jack Jones’ Diary – 22-24 de Maio

Jack Jones’ Diary

Londres – Brasil
22-24 de maio
São Paulo – Cine Joia

SEGUNDA-FEIRA. Tentando dormir. Não consigo dormir. Não consigo sonhar. Eu sou assim. O dia todo e a noite toda. Talvez esteja especialmente ruim porque eu vou para a América do Sul de manhã. Talvez os meus sonhos tenham se tornado realidade e eu não precise dormir mais. Bem, não muito.

Eu levanto, verifico a minha mala duas vezes e dou uma olhada no telefone. Meu telefone é uma droga para mim. Telefones devem ser a razão de ninguém dormir mais. Eu assisto a um vídeo irritante no Facebook sobre todas as pessoas bem-sucedidas do mundo meditando. Talvez esse seja o meu problema? Eu não consigo meditar. E essa é a razão de eu continuar sem dinheiro e sem sucesso. Talvez agora seja a hora de começar a meditar? Ter uma mentalidade serena e zen antes de começar uma turnê com o Rockstar mais notório do planeta pode me salvar.
Eu tento meditar por uma hora. Isso me deixa irritado e mais ansioso e em pânico. Uma milhão de pequenas mensagens terríveis queimam o meu cérebro. Isso não está funcionando. A minha meditação me leva à conclusão de que eu estou destinado a ser pobre, sem esperanças mentalmente e malsucedido. Eu vou até a loja 24 horas e compro balas de gelatina. Melhor do que meditação.

A primeira notícia da turnê chega. Miki, a feiticeira violinista encantada perdeu o seu passaporte. Então temos um membro da banda a menos. A segunda notícia chega: Rafa, o baterista durão está perdido em algum lugar do ventre úmido metropolitano de North London. As coisas nunca parecem simples. Mas elas são para alguma banda? Provavelmente, talvez, sim. De alguma maneira, não consigo imaginar o Chris Martin perdido em algum lugar desagradável de North London duas horas antes do seu voo para a América do Sul.

Eu chego pontualmente no local de encontro em Camden High Street. Na verdade, chego 5 minutos antes. Claro, eu sou o único aqui por um bom tempo. Ummmm. É um dia muito quente. A única vez que eu vou para a América do Sul está mais frio do que na Inglaterra. Mas eu não posso reclamar. Se eu gostasse do sol, eu ficaria decepcionado de ir, mas eu não gosto, eu sempre preferi o tempo assim, então aqui estamos, e Londres normalmente me serve bem.

Pessoas ocupadas andam em ziguezague pela rua. Sanduíches marchando como homens da medicina. Mastigação, gases, arrotos – a alegria da biologia. Eu decido participar da diversão e para me encaixar, compro uma vitamina de maracujá e manga no Costa. É incrível. Mas eu continuo me sentindo um outsider.

Eu vejo o elegante e inteligente baixista novo – ele se chama, enigmaticamente, Miggles. Ele está aqui há tempos, respirando profundamente a fumaça de Londres do outro lado da rua. Carros passam correndo. Fumaça de escapamento se espalha pelos ares. A vida morre um pouco. Miggles me abraça. Eu me sinto bem. Miggles é um jovem gentil, com um estilo cool jazzy punk, acho que as pessoas vão amá-lo. Eu já amo.

O taxista maluco corre para buscar Rafa. Desviando de texugos e raposas, nós chegamos ao terminal 5 do Heathrow a tempo. Nós encontramos o decidido tour manager / equipe técnica / luz brilhante que é Andy Newlove. Ele acende um cigarro e diz “relaxa, ainda tem muito tempo… tranquilo”. Logo estaremos a caminho da América do Sul – o mesmo lugar onde entrei para Peter Doherty & The Puta Madres.

É engraçado, eu não acredito muito em superstição e no poder da positividade (eu sempre achei aconselhável ser um pouco pessimista, e aí, se algo bom acontecer, vai ser uma boa surpresa) ou nas leis da atração. Mas isso é verdade. Quando eu praticava guitarra aos catorze anos de idade, duas imagens me inspiravam. Uma era fazer a menina que eu amava me amar de volta (obviamente, isso nunca aconteceu). A outra era ser o guitarrista de uma grande banda e ver o mundo. Então pelo menos essa parte ser realizou. Eu trocaria tudo pela garota? Sim? Sim? Sim? NÃO!

No avião agora. Andy toma um Valium. Ele não para de rir do fato de que esqueceram de pedir uma refeição sem glúten para ele de novo. Ele dorme por nove horas. Eu não consigo dormir em aviões por nove segundos. Rafa me chama na janela dele. Está tarde e escuro e as estrelas parecem lanternas douradas congeladas espalhadas num oceano negro. Nós respiramos fundo. São 6 da manhã e o céu fica vermelho como um morango. O universo está definitivamente me deixando maluco.

Eu assisto a filmes por horas. ’La La Land,’ ‘Inferno,’ ‘Passageiros,’ ‘A Chegada,’ ‘Moonlight’, ‘Um Gato de Rua Chamado Bob’ e ‘A Lei da Noite’. Eu não lembro de nada sobre nenhum deles agora. Eu estava um pouco distraído com uma linda vovó que tinha dormido no assento ao meu lado e estava babando no meu braço.

TERÇA-FEIRA. Nós chegamos em São Paulo. A maior cidade por aqui. O maravilhoso Mariano organizou a turnê e vai cuidar da gente pela próxima semana. Ele é muito legal e tem um jeito muito tranquilo. Dirigindo pela cidade, tem palmeiras por todo lado. 17 milhões de pessoas estão amontoadas nessa cidade. Ela continua para sempre em todas as direções. Uma floresta de prédios. E então eu vejo uma pequena terraced house. É estranho, é como uma casa em Merseyside no meio do Brasil. Tem um pouco da Inglaterra se escondendo em todos os lugares.

Quando chegamos no hotel, Rafa me manda à loja da esquina para comprar o essencial para ele. Leite, bananas e biscoitos. Do que mais você poderia precisar? E no caminho, eu vejo o cara. Já tem algumas semanas desde que eu vi o Peter pela última vez, e apesar do fato de ter pegado um voo de 14 horas, acho que ele parece muito bem. Eu dou um abraço nele e cheiro sua axila. Isso é amor.

Eu busco os suprimentos do Rafa e vou para o meu quarto para descansar. É uma cidade barulhenta. Carros e prédios parecem ressoar e piar nos meus ouvidos. Depois eu vou até o banheiro e descubro que esqueci o ar condicionado ligado. Incrível como essas coisas são barulhentas.

QUARTA-FEIRA. Nós fomos para a passagem de som. A casa era um antigo cinema (a dica é que a casa se chama Cine Joia). O palco é incrivelmente alto. É assombroso e lindo e eu quero explorar o lugar. Mas Katia, a amada de Peter, diz que está na hora de ensaiar. Eu entendo a deixa para ir logo para o palco.

Nós ensaiamos por horas. E antes que eu me dê conta, eu estou fazendo meu show de abertura. Eu não esperava que ninguém aqui no Brasil conhecesse as minhas coisas. Então eu fiquei muito tocado com algumas pessoas que pareciam conhecer meu poemas e canções de cor. Eu pulei na plateia para agradecer. Espero que vejamos vocês de novo em breve.

Na casa, um vídeo de segurança é exibido para a plateia (sabe deus por que… as pessoas sabem como o Peter joga coisas na plateia – ninguém está seguro, a não ser que use um capacete de segurança e uma armadura). Nós tocamos e tudo soa incrível para mim. Mas logo depois da primeira música, alguém grita ‘Fuck Forever’. Talvez pudessem esperar até agente tocar pelo menos metade das músicas?! De qualquer maneira, nós continuamos com o show e quando o Peter volta para o bis sozinho, ele diz à plateia que ‘eles são a pior plateia que nós já tivemos. Então espero um pouco mais de empatia no final’. Ele toca ‘What a Waster’ e todo mundo enlouquece. Ele se joga no chão, os Puta Madres voltam. Nós começamos uma versão samba de ‘Killamangiro’, ‘Ride Into the Sun’ e ‘Fuck Forever’. O lugar enlouquece. Peter decide pular na plateia do que é o palco mais alto que eu já vi. O Peter é um cara grande, mas as pessoas o seguram e o erguem no ar. Mas logo ele está deitado sendo beijado por 10 meninas e 20 meninos. Isso é Rock and Roll. Quando o Peter finalmente se levanta, ele diz para todo mundo: “Vocês são uma das melhores plateias que já tivemos. Obrigado”.

Nós voltamos para o hotel e tem alguns fãs e amigos maravilhosos lá esperando pela gente. É uma loucura ver pessoas com quem você falou na internet pessoalmente. Às vezes, você esquece da realidade de uma pequena foto de perfil quadrada. Uma garota confessa que ela está prestes a fazer uma nova tatuagem – um desenho de um alien dizendo as palavras “Amendoim Amendoim”. Eu não consigo decidir o que é mais impressionante – a imagem em si ou uma tatuagem falante. Outra garota diz “eu sempre pego no sono quando urino” ao que a amiga dela responde “eu também”. Eu rio e percebo que está na hora de dormir.

Aviso significativo: Você forja amizades profundas quando você está em turnê com uma banda porque é uma experiência muito extrema. Vocês não têm muito controle sobre o que acontece, mas vocês têm uns aos outros. É assim que eu penso. Porque agora nós somos uma família reunida e um sonho reconectado.

Amo vocês como sempre,
Jack (ar condicionado) Jones
xXx

Comments are closed.